PRERROGATIVAS, UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA!

MATO GROSSO - 2ª SUBSEÇÃO DE BARRA DO GARÇAS

Newsletter


Ir para opção de Cancelamento

Agenda de Eventos

Junho de 2021 | Ver mais
D S T Q Q S S
# # 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 # # #

Notícia | mais notícias

Em reunião com Avalone, OAB-MT requer participação na CPI da renúncia e sonegação fiscal

05/05/2021 14:00 | RELEVÂNCIA SOCIAL
Foto da Notícia: Em reunião com Avalone, OAB-MT requer participação na CPI da renúncia e sonegação fiscal

Foto: oab mt

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT), por meio de sua Comissão de Estudos imgtributários e Defesa do Contribuinte, requereu acompanhamento e participação, em colaboração, nos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Renúncia e Sonegação Fiscal da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). A solicitação foi feita na tarde da última terça-feira (04) em reunião entre a diretoria da Ordem e o Deputado Estadual Carlos Avalone, vice-presidente da CPI.

Segundo a presidente da Comissão de Estudos Tributários da OAB-MT, Daniele Fukui, que participou do encontro, a reunião foi importante para debater alguns pontos da pauta da CPI que, a princípio, não estavam claros. “Ressaltamos que o papel da OAB também é defender a Constituição, a ordem jurídica do Estado democrático de direito e pugnar pela boa aplicação das leis. Assim, dentro deste contexto, nos colocamos à disposição para acompanhar e contribuir com os trabalhos que estão sendo desenvolvidos junto a CPI”, afirmou a advogada ao reforçar a importância do pleito da Ordem.

Na reunião foram apresentadas diversas propostas de aprimoramento da legislação defendidas pela Ordem, todas acolhidas pelo vice-presidente da CPI para futuras discussões. “A presença de representantes da OAB-MT nesta CPI é fundamental. Nós temos um contencioso tributário muito grande no estado e precisamos buscar formas de resolver isso. A expertise da OAB fará muita diferença para acompanhamento jurídico e das ações e pela proposição de pontos relevantes. A advocacia tem a experiência do dia a dia, de como os tributos funcionam e como impactam diariamente a vida do cidadão”, avaliou o deputado.

Esclarecimento – A reunião foi realizada para esclarecer a polêmica envolvendo uma fala do deputado onde supostamente teria criticado o Poder Judiciário e, indiretamente, a advocacia mato-grossense.  “Eu fiz questão de vir aqui, de desfazer esse desentendimento. Tenho um respeito muito grande pelo Poder Judiciário e pela OAB - MT, que é uma instituição importantíssima para a nossa sociedade. Houve uma interpretação errônea de uma fala minha na CPI, que trouxe um certo desconforto. Nessa reunião nós esclarecemos isso, reforçamos nossa parceria e saímos daqui felizes com o entendimento e cheios de ideias para o futuro”, comentou.

Clique aqui e veja o documento protocolado pela OAB-MT.

--

imprensaoabmt@gmail.com

(65) 99610-6413
www.twitter.com.br/oabmt

www.facebook.com.br/oabmatogrosso

Instagram @oabmatogrosso



 


Facebook Facebook Messenger Google+ LinkedIn Telegram Twitter WhatsApp