PRERROGATIVAS, UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA!

MATO GROSSO - 2ª SUBSEÇÃO DE BARRA DO GARÇAS

Newsletter


Ir para opção de Cancelamento

Agenda de Eventos

Outubro de 2018 | Ver mais
D S T Q Q S S
# 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 # # #

Notícia | mais notícias

OAB-MT cobra celeridade e imparcialidade nas investigações

10/07/2018 09:00 | Violação às Prerrogativas
Foto da Notícia: OAB-MT cobra celeridade e imparcialidade nas investigações

    A Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Mato Grosso (OAB-MT) se reuniu com representantes da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e da Corregedoria da Polícia Judiciária Civil na tarde desta segunda-feira (09) para pedir celeridade e imparcialidade na apuração dos fatos relacionados à prisão e agressão de um advogado durante o exercício profissional na noite da última sexta-feira (06) em Cuiabá.

    De forma institucional, a OAB-MT se colocou à disposição para imgmelhorar o relacionamento entre policiais e profissionais da advocacia que, a despeito do caso isolado ocorrido no fim de semana, vem se dando de forma harmoniosa. No entanto, a entidade propôs ampliar o diálogo entre as categorias a fim de evitar que novos episódios da mesma natureza venham a acontecer.

    O secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, assegurou que todos os procedimentos para a apuração dos fatos já foram adotados e serão concluídos de acordo com o prazo legal.

    Presidente da OAB-MT, Leonardo Campos reafirmou a confiança na Polícia Judiciária Civil (PJC) e ressaltou a importância de uma resposta célere e efetiva à advocacia e à sociedade. "Confiamos na polícia civil. Queremos uma polícia aliada e que nos dê segurança. Fatos isolados não podem manchar essa imagem”, disse.

    Também foi discutida, durante o encoimgntro, uma série de ações institucionais para assegurar o melhor ambiente de trabalho aos agentes de segurança e profissionais da advocacia e, consequentemente, o melhor atendimento ao cidadão que precisa dos serviços.

    De acordo com a delegada geral adjunta, Silvia Maria Pauluzi, a instituição já vem adotando medidas para otimizar o atendimento durante o regime de plantão nas delegacias.

    Participaram da reunião o diretor de Atividades Especiais da PJC, Rogério Modelli, o vice-presidente da OAB-MT, Flávio Ferreira; o diretor tesoureiro Helmut Flavio Preza Daltro; o presidente em exercício do Tribunal de Defesa das Prerrogativas (TDP), Maurício Magalhães Farias Neto, os conselheiros estaduais Luiz da Penha e Ricardo Moraes de Oliveira e uma comissão da Associação Brasileira de Advogados Criminalistas (Abracrim) de Mato Grosso.

img    Corregedoria - Após a reunião com a Sesp, a comitiva da OAB-MT se reuniu com o corregedor geral da PJC, Jesse Munhoz de Lima, a quem reiterou a confiança na condução das investigações e reforçou o pedido de resultados rápidos e eficazes na elucidação dos fatos.

    O corregedor assegurou à OAB-MT total transparência na condução dos trabalhos e a garantia de uma investigação imparcial.

    Além de formalizar as representações para apuração dos fatos, a OAB-MT indicará um representante para acompanhar a investigação.

Assessoria de Imprensa OABMT
imprensaoabmt@gmail.com
(65) 3613-0928/0929
www.twitter.com.br/oabmt
www.facebook.com.br/oabmatogrosso


Facebook Facebook Messenger Google+ LinkedIn Telegram Twitter WhatsApp